Ir para o conteúdo
ou

Acessos - comunidade

  • 14836 acessos
 Voltar a Plano Estadu...
Tela cheia

MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

13 de Dezembro de 2017, 0:00 , por Edu Aguiar - 0sem comentários ainda
Visualizado 24 vezes

Um planejamento é um processo e o Plano, como um dos seus produtos, é um documento que pode e deve ser revisado periodicamente para melhorar sua eficácia em relação à realidade que se apresenta. Essa realidade é dinâmica, sendo por isso, necessário reorientar, de forma contínua, as ações que o Plano apresenta.
0

A construção de um sistema de monitoramento e avaliação do Plano Estadual de Juventude é condição fundamental para sua efetividade e requer a observância dos seguintes aspectos:
0

  • A avaliação e monitoramento das ações do Plano Estadual da Juventude ocorrerão por meio da participação efetiva dos e das jovens nas Conferências Municipais, Regionais, Estadual e Nacional de Juventude, por meio das suas representatividades, escolhidas de forma democrática e transparente;
    0
  • Construção coletiva, de forma ampla e democrática, de um instrumental que permita acompanhar de forma contínua e sistemática as ações nas secretarias de governo que executam o Plano Estadual de Juventude;
    0
  • Promoção e incentivo à elaboração de Planos Municipais de Juventude que estejam em consonância com este Plano. Nos municípios onde existem planos municipais aprovados e em execução, recomenda-se atualizá-los, orientados pelos princípios e objetivos deste Plano Estadual;
    0
  • Definição e construção, de forma coletiva, de indicadores para subsidiar um padrão de relatórios a ser produzidos regularmente no marco do monitoramento e da avaliação do Plano em curto, médio e longo prazo, estabelecendo os mecanismos de divulgação e de controle social;
    0
  • O monitoramento será de forma sistemática, anualmente, através da construção e sistematização de indicadores, das análises de relatórios anuais de gestão da Secretaria dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP) e da Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (SEEJUV) e dos sistemas já instituídos nas políticas setoriais;
    0
  • Reforço técnico e político aos Fóruns permanentes de Juventude (municipais, regionais e estaduais) para que consigam exercer a função de construção e monitoramento dos planos, buscando assegurar a revisão das ações a cada pactuação do Plano Plurianual;
    0
  • Reordenamento das ações do Plano Estadual de Juventude em função da análise dos indicadores, dos resultados alcançados e das sugestões e orientações de correção de rumos;
    0
  • Atualização sistemática do diagnóstico sobre a juventude envolvendo institutos de pesquisa, organismos internacionais com trabalhos desenvolvidos na área da juventude, assim como as instituições educacionais, universidades e outras instituições públicas e privadas que trabalhem na temática;
    0
  • Divulgação dos Planos Municipais de Juventude para ampliar a visão da sociedade sobre os mesmos, promovendo intercâmbio e divulgação pública;
    0
  • Consolidação dos Fóruns Permanentes de Juventude - municipais, regionais e estadual - como instâncias efetivas de acompanhamento dos processos de elaboração e adequação do Plano Estadual de Juventude.
    0

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.