Ir para o conteúdo

PARTICIPA MARANHÃO

plataforma digital de participação popular do maranhão

ou

Acessos - comunidade

  • 149 comentários
  • 166139 acessos
 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

OP2019: Diversidade e participação popular marcam a terceira semana de audiências públicas pelo Maranhão

14 de Junho de 2019, 18:45 , por Maxwell Guerra Cunha Santos - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 3 vezes
Audiencia publica santa ines

REGIÃO TOCANTINA

Mais de 250 pessoas marcaram presença nos debates durante a audiência pública para definir as metas do Orçamento Participativo, nesta quinta-feira (13), na sede da Uemasul, em Imperatriz. São representantes de 13 municípios que integram a Região de Desenvolvimento do Tocantins Maranhense. A população discutiu medidas para promoção de políticas nas áreas produtivas da agricultura, pecuária, pesca, agronegócio, extrativismo vegetal e laticínio.

O secretário de Estado Extraordinária da Juventude em exercício, André Vitral, que representou o Governo do Estado na audiência, frisou sobre o ambiente de recessão orçamentária difícil e destacou o comprometimento do Governo do Estado com a participação popular. “Esse cenário é fruto do ambiente de crise nacional e a gestão Flávio Dino, na contramão destas dificuldades, prioriza a população, ampliando as plenárias para que haja maior participação popular e de forma mais coletiva definir as prioridades do orçamento”, pontuou.

No conjunto de demandas apontadas na região está o incentivo à coleta e ao aproveitamento integral do babaçu; desenvolvimento da agricultura familiar; conservação do meio ambiente; incentivo ao reflorestamento; construção de escolas nas áreas indígenas e de assentamentos; infraestrutura da malha viária; mais saneamento básico; e criação de aterro sanitário. As audiências têm como foco ouvir as demandas da população sobre a aplicação dos recursos para o quadriênio 2020-2023.

 “O momento é de firme participação e espaço para os produtores maranhenses, proporcionado pelo Governo do Estado. A nossa classe tem de fato a chance de colocar suas demandas e vê-las fora do papel. Éramos uma classe esquecida e nesta gestão somos ouvidos”, frisou a representante da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Maranhão (Fetaema), Cleiva Sousa.

Integram a regional do Tocantins Maranhense, os municípios de Amarante do Maranhão, Buritirana, Cidelândia, Davinópolis, Governador Edison Lobão, Imperatriz, João Lisboa, Ribamar Fiquene, São Pedro da Água Branca, Senador La Rocque, Vila Nova dos Martírios, Lajeado Novo e Montes Altos. Bem como as cidades de Porto Franco, Estreito, Lajeado Novo e São João do Paraíso que estrão atreladas à cidade pólo de Carolina que recebeu a caravana do OP na terça-feira (11).

Participaram da audiência o secretário de Estado Extraordinário da Região Tocantina, Luiz Carlos Porto; o presidente da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), Deoclides Macedo; e a coordenadora dos programas socieducativos da Fundação da Criança e do Adolescente do Maranhão (Funac), Eunice da Conceição.

REGIÃO DO MÉDIO MEARIM

Nos dias 11 e 13 de junho, ocorreram respectivamente as Audiências Públicas nos municípios de Bacabal e Lago da Pedra. Em ambas as regiões com uma grande participação da sociedade civil organizada e dos poderes públicos, estadual e dos municípios que fazem parte da região, com destaque para a participação de estudantes secundaristas, universitários, quilombolas e representantes dos povos indígenas da região.

Para a Secretária Adjunta de Direitos Humanos e Participação Popular, Creuzamar de Pinho, a participação maciça de estudantes em diversas audiências públicas, reforça o caráter pedagógico do Orçamento Participativo. “É importante que a juventude tome conhecimento e discuta sobre as temáticas tratadas nas audiências públicas. Eles participam opinando e também servem como multiplicadores da ação em suas escolas e universidades”, declarou.

 

REGIÕES DE PINDARÉ E AMAZÔNIA MARANHENSE

Na região de Pindaré, as cidades de Santa Luzia e Santa Inês foram as escolhidas para sediarem as audiências na região. Centenas de maranhenses puderam participar expondo seus pontos de vista sobre o melhor emprego dos recursos públicos do Estado.

Em Grajaú e Açailândia, na região da Amazônia maranhense fecharam com chave de ouro a semana de audiências pelo estado.

Desde 2015, primeiro ano da gestão Flávio Dino, são promovidas audiências contemplando todo o Maranhão, a partir de territórios que englobam os 217 municípios. No período, as escutas territoriais possibilitaram a elaboração de mais de 990 propostas, que tiveram a saúde, educação, agricultura, infraestrutura, saneamento e assistência social entre as áreas mais demandadas e votadas pelas comunidades.


Fonte: Orçamento Participativo

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

* campo é obrigatório

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.